A carta de Leopoldo da Bélgica aos missionários Cristãos em África…

Publicado por Griot Brazil em

Engenharia de colonização | A carta de Leopoldo da Bélgica aos missionários Cristãos em África.
[A carta que se segue é Cortesia do Dr. Vera Nobres e Dr Chiedozie Okoro]
Carta do Rei Leopoldo II da Bélgica para Colonial Missionários, 1883 “Reverendos Padres e, Queridos Compatriotas:
A tarefa que vos será dada a cumprir é muito delicada e requer muito tato. Você vai para evangelizar, mas sua evangelização deve aspirar todos os interesses Bélgica. Seu principal objetivo em nossa missão no Congo nunca será de ensinar os negros a conhecer a Deus, isso eles já sabem .Eles falam em se submeter a Mungu, a Nzambi, a Nzakomba, e o que mais eu não sei. Eles sabem que matar, dormir com a esposa de outro homem, é um insulto, é ruim. Tenha coragem de admitir você não está indo para ensinar o que eles já sabem. O seu papel é essencial para facilitar a tarefa dos administradores industriais, o que significa que você vai interpretar o evangelho na melhor forma de proteger os nossos interesses . Por isso você tem que os negros distraídos e sem nenhum interesse pelas riquezas dos seus solos.Eles jamais podem se interessar pelo ouro, pelos diamantes, e você deve mante-los a lutar entre eles para agradar você, eles devem sonhar ser como nós, e se matarem para nos agradar.leopold_2_l
O Vosso conhecimento do evangelho lhe permitirá encontrar textos para recomendar aos negros, e encorajar seus seguidores a amar a pobreza, passagens como o “felizes são os pobres, porque eles herdarão o reino dos céus” “É muito difícil um o rico entrar no reino de Deus. ” Você tem que separar-los e fazê-los desrespeitar tudo aquilo o que lhes dá coragem para nos afrontar.
Faço referência ao seu sistema místico e sua proteção você deve convence-los a abandonar, a odiar e a perseguir os seus sistemas místicos e suas religiões de proteção alegando que apenas a nossa religião pode lhes levar aos céus, você deve fazê-los acreditar que sua religião é feitiçaria e é contra o nosso deus verdadeiro, assim eles próprios se encarregarão de perseguir e destruir as suas religiões.
Sua acção será dirigida essencialmente para os mais jovens, para que eles não se revoltem quando a recomendação do sacerdote é contraditória aos ensinamentos de seus pais. As crianças têm de aprender a obedecer o que o missionário recomenda, deverão aprender que o missionário é o pai de sua alma. Você deve insistir sempre na sua total submissão e obediência, evitar o desenvolvimento do espírito de revolta nas escolas, ensinar os alunos a ler e não à ter razão. Meus, queridos patriotas, estes são alguns dos princípios que devem ser aplicados. Você vai encontrar muitos outros livros, que serão dados a você no final desta conferência.
Evangelizar os negros para que eles fiquem para sempre em submissão aos colonizadores brancos, para que eles nunca pensem em revoltar-se contra as restrições que estão submetidos. Recite todos dias…
“Felizes são aqueles que estão chorando, felizes são os pobres, porque deles é feito o reino de Deus.”

Converso sempre os negros, usando o chicote. Mantenha suas mulheres em nove meses após a apresentação de trabalhar livremente para nós. Forçá-los a pagar-lhe em sinal de reconhecimento cabras, frango ou ovos toda vez que você visitar as suas aldeias.
E certifique-se de que o negro nunca se enriqueça. Cante todos os dias que é impossível um rico entrar no céu. Faça-os pagar o imposto a cada semana na missa de domingo. Use o dinheiro supostamente para os pobres, para construir centros de negócios florescentes. Instituir um sistema confessional, o que lhe permite ser bons detectives denunciando qualquer preto que tem uma consciência diferente ao contrário do que a do tomador de decisão. Ensine os negros a esquecer os seus heróis e adorar só os nossos. Nunca oferecer um assento cômodo a um preto que vem visitá-lo. Não lhe dê mais do que um cigarro. Nunca convide-o a jantar, mesmo que ele lhe dê um frango cada vez que ele vir a sua casa. “O discurso acima, que mostra a real intenção da viagem missionária cristã em África foi exposta ao mundo do deputado Moukouani Muikwani Bukoko, nascido no Congo, em 1915, e que em 1935, enquanto trabalhava no Congo, comprou uma Bíblia de um padre belga que esqueceu o discurso no interior da Bíblia. “

Dr Chiedozie Okoro
Fonte:Kissima Kamara

Hotep


3 comentários

Avatar

Abel Miguel · 19/01/2017 às 6:45 pm

O porque não há publicação massiva dessa carta em África?

    O Canal Afro

    O Canal Afro · 20/01/2017 às 10:52 am

    Talvez porque ainda não conseguimos explicar o que é internet para a maioria das pessoas. Para se ter uma ideia 55% dos brasileiros acreditam que o facebook é a internet e A pesquisa da Quartz pedia que as pessoas respondessem a seguinte questão: “Você concorda com a afirmação seguinte: o Facebook é a internet?”. O Brasil foi um dos países nos quais a taxa de respostas positivas foi maior: 55% dos brasileiros concordaram com a afirmação. Na Nigéria, na Indonésia e na Índia, as porcentagens de pessoas que concordaram foram 65%, 63% e 58%, respectivamente. Nos EUA, o índice foi de apenas 5%.

    O Canal Afro

    O Canal Afro · 20/03/2017 às 2:54 pm

    É eu não Abel Miguel, realmente não saberia te responder. Talvez porque os governantes estejam com o rabo preso com esses bandidos de colarinho branco que estão levando o mundo para o buraco…

Deixe aqui o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: