Rainha de Katwe com Lupita Nyong'o , Aquela preta linda do Filme 12 Anos de Escravidão…

Publicado por Griot Brazil em

Eu adoro o xadrez por ser um jogo que nos induz a pensar, planejar e refletir muito. Lembro que fui apresentado a esse jogo ainda na adolescência, mas na época acabou que não me interessei tanto. Depois já adulto tive uma nova oportunidade e não desperdicei.

Me apaixonei por esse jogo de uma maneira tal que vivia jogando tanto que meu filho mais velho acabou aprendendo também. Ele hoje tem 16 anos e por causa dos estudos acabou que não tem praticado muito, mas ele já me superou nesse jogo mais de uma vez.

Acredito que esse filme pode despertar em outras crianças a paixão por esse jogo que é maravilhoso  em todos o sentidos. No inicio pode parecer difícil, complicado, mas com o tempo vamos pegando o jeito e entendendo como é que se joga. Depois é praticar e praticar para quem sabe um dia não vir a se tornar uma fera do xadrez.

Essa introdução eu fiz apenas para falar do novo filme da minha, da nossa musa negra Lupita Nyong’o aquela preta linda do FILME 12 ANOS DE ESCRAVIDÃO, que já até foi eleita a mulher mais bonita do mundo. Esse novo filme conta a a história de Phiona Mutesi, estrela do filme “Rainha de Katwe“. Nascida na zona rural de Uganda, na África, ela viu sua vida mudar depois de conhecer o jogo. A garota é uma gênia do tabuleiro e, mesmo tendo nascido numa região carente de tudo, ela veio a se tornar uma campeã internacional.

Claro que esse fato não é tão importante tendo em vista que a inteligencia não escolhe raça, origem social ou qualquer outra força de distinção criada meramente pelo homem nada mais. Todos podemos ser inteligentes e em alguns casos nos tornamos gênios bastando encontrar algo que nos inspire e motive.  Algo que faça o nosso coração bater mais forte e nos impulsione a praticar mais e mais.

Por: Afro 21

 


1 comentário

Avatar

anisioluiz2008 · 14/09/2016 às 5:08 pm

Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

Deixe aqui o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: