só o racismo explica…

Publicado por Griot Brazil em

Não raro temos sido criticados quando expomos o que vemos como racismo arraigado nesta sociedade. Isso é quase praxe, mas não nos diminui e nem altera a nossa visão de mundo. Sabemos que as insinuações de que vemos racismo em tudo são rasas e normalmente partem de pessoas com pouca capacidade de se empatizar com as dores dos outros.  Claro que existe também uma certa cretinice e um mal caratismo extenuante e sabemos disso.

A última declaração de Christian Horner, dirigente da equipe Red Bull da formula 1, foi um verdadeiro desastre e de um achismo tão absurdo que beira a cretinice, mas no entanto ele nem se quer foi questionado a respeito das suas bases teóricas  e até mesmo sobre os números que ele utilizou para tirar suas conclusões. E esse tipo de comportamento é bem tipico, afinal, a mídia branca protege continuamente seus iguais.

Em um evento de mídia, Horner foi perguntado se Verstappen era o melhor piloto no momento, e ele respondeu: “Ele é, nos últimos 12 meses, o melhor piloto no mundo”. Leia AQUI.  Como assim? Baseado em que dados?  Não há duvidas que Verstapen é um grande piloto e pode até mesmo vir a ser um dos melhores no futuro, se não o melhor em atividade, mas dizer que o rapaz que estreou na formula 1, em 2015, e não tem nenhum titulo ou recorde, é melhor que o cara que vem destruindo todos os recordes dos seus antecessores, além de ser penta campeão mundial, é no minimo cinismo.  Lewis já fez corridas épicas e isso tem sido sistematicamente ignorado por seus críticos que apenas veem a cor da sua pele. Para se ter uma ideia Lewis Haminton já é o segundo maior da história e se continuar neste ritmo pode vir a ser o numero um de todos os tempos, além disso ele foi campeão mundial no seu segundo ano correndo contra o Alonso que a época podia ser considerado o melhor piloto em atividade e não podemos dizer que Haminton estava com o melhor carro.

Honestamente algumas declarações só mesmo o racismo e  o cinismo racial pode explicar, afinal, não existe nenhum parâmetro lógico ou racional  para se declarar que esse jovem piloto é melhor que Haminton. Um exemplo que ilustra esse tipo de comportamento é o fato de que durante muito tempo,  Galvão Bueno, enchia o peito para chamar o Alonso de o melhor piloto em atividade, mesmo ele tendo tomado uma surra do Lewis Haminton quando ambos estavam na Mc Laren.  Agora vejam o Horner falando uma besteira dessas sem nem se quer ser questionado, mas se a comparação fosse com outro atleta que não o afro-britânico Lewis Haminton tenho certeza que os jornalistas o questionariam sobre sua declaração sem nenhuma base concreta. Enfim, o racismo opera num nível tão alto de cinismo que as vezes fica até difícil de o identificarmos.

Por: Prettu Júnior


2 comentários

Avatar

João Ndongala · 11/07/2019 às 11:54 am

Infelelizmente este é o Mundo em que somos obrigados a viver, onde a cor da pele vale mais do que as competências.

Deixe aqui o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: