Sobre machismo e estupradores

Publicado por Griot Brazil em

Marcus Garvey nos diz:
Eu não tenho nenhum desejo de levar todas as pessoas negras para a áfrica, há negros que não são bons elementos aqui e provavelmente não serão lá”.

Helena é vítima do efeito colateral desse sistema imundo fétido e necrótico que os homens brancos disseminaram por quase toda a humanidade. Ela é vítima da degeneração que tal sistema imputou para diversos povos pelo mundo. E EU ME IMPORTO COM A DOR DE HELENA!!!machismo
Ao contrário de diversas mulheres brancas que se omitem frente ao estupro diário que seus maridos, pais e filhos cometem com suas empregadas negras e algumas vezes com as filhas de suas empregadas NEGRAS, tal qual no período de escravização; ou quando outras tantas mulheres brancas arquitetam nossa esterilização através de grandes organizações feministas; ou mesmo quando elas não se mobilizam para visibilizar a dor de Claudia Ferreira ou de Luana e tantas outras mulheres negras que são vítimas letais em decorrência de procedimentos vexatórios e humilhante operados de maneira sistemática e secular por mulheres e homens brancos . Ainda assim, EU MULHER AFRICANA não consigo não sentir a dor de Helena, mas preciso registrar que só o faço por que não naturalizo a barbárie, justamente por não descender de porcos.

Se para a filosofia NTU, oriunda de nossas raízes Bantu, onde estamos seremos o TODO e UM TODO, África é e sempre será os espaços de maioria negra no continente e em diáspora. Nesse sentido é fundamental evidenciar que NÃO HÁ nem um espaço de maioria negra onde o estupro seja permitido e aprovado pela coletividade negra, sejam espaços criados por nós ou para nós.
Quilombos, Favelas, Cadeia, Ruas , Cortiços, Asilos, Abrigos, Albergues, SEMPRE criam mecanismos para expurgar qualquer ação dessa magnitude incluindo na maioria das vezes as vias de extinção da vida.

Eu penso o que Yansã e Ogum fariam com estupradores. Estou convicta que não seriam “pedagógicos”! Um povo que descende também desses ancestres jamais se adaptará a conviver com tamanha demonstração de degeneração do sagrado.
Por isso meus irmãos homens deixem de mimetizar o “Macho original” esse macho, apenas macho, branco,colonizador, estuprador e monstro. QUEBREM ESSE ESPELHO!!!Não se rendam a degeneração , traiam qualquer concepção de OMI que o ocidente lhe ensinou. Traiam as confusões e engôdos travestidas de privilégios. Recusem essa doença chamada MACHISMO que os transformam em homens pela metade. Saibam que nosso povo não precisa de homens pela metade,se não conseguirem ,esqueçam o caminho da redenção apontada pelo honorável Garvey. Reforço que esses não são bons aqui e em nada nos servem em nossas extensões de África ou na África mãe.

Por: Caroline Amanda Lopes Borges

 


0 comentário

Deixe aqui o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: